ITANHAÉM, A AMAZÔNIA PAULISTA

ITANHAÉM, A AMAZÔNIA PAULISTA

VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

segunda-feira, 25 de julho de 2016

TRILHA DO MORRO SAPUCAITAVA. Trilhas ecológicas na cidade de Itanhaém. Mirante, praias fantásticas e turismo ecológico.

Trilha ecológica no litoral sul de São PauloNão tire nada além de fotos. Não deixe nada além de pegadas. Não leve nada além de saudade.

     Banhada por um mar de águas transparentes e cortada pelas sinuosidades de rios piscosos, Itanhaém é pródiga em praias exuberantes e trilhas ecológicas, razão porque é o destino de amantes da...
natureza e praticantes de esportes radicais (também de outros esportes não tão radicais assim).
Praia dos Pescadores, em Itanhaém

Praia dos Pescadores, em Itanhaém     O contato com o verde, o ritmo ditado pela natureza, preenchido pelo canto e o colorido dos passarinhos encanta.
     
     Me apaixonei por tudo isso há três anos. 

     Compramos uma casa com um terreno enorme  e nos mudamos para cá, cidade pequena banhada por águas tranquilas, longe de São Paulo, suas neuroses e seu trânsito caótico.

     Não sou a única. A cada esquina encontro "novos itanhaenses". No trabalho, não conheço nativos "da gema". São histórias de apaixonados que buscam melhor qualidade de vida. E a encontram.


Praia dos Pescadores, em Itanhaém     Esta é minha primeira trilha, na cidade, não por acaso. 

     Indicada para crianças, a trilha do Morro do Sapucaitava é bem conservada e facilmente percorrida, até por aqueles que têm medo de altura. 

     Confesso: já "travei" em Ubatuba, quando hospedada no Refúgio do Corsário. 
Ecosurf
     A trilha contornava um morro, mas era irregular (ora estreitíssima, ora mais larga; torta, coberta por areia escorregadia) e ladeada por fundo precipício. Foi o Roberto, à frente, derrapar, para que eu congelasse.     Aqui, não há esse perigo. 


     Se o morro ladeia o caminho, de um lado, do outro há um muro e o chão é, no mais das vezes, constituído por degraus ou, se despido, não apresenta maiores obstáculos. É seguro. 

     O morro é um santuário da Mata Atlântica, com influência marítima, e conta com vasta diversidade da flora e da fauna.



     É claro que não se pode abusar. Se chover, os riscos de queda aumentam, porque o que é terra vira lama, por óbvio.


     Mas não é possível se perder e quedas não representam um desastre. Entretanto, não custa se cuidar, né?


    O acesso à Trilha do Sapucaitava se dá por uma ruazinha atrás do Itanhaém Iate Clube, travessa da Rua João Fazah, localizada no bairro Praia do Sonho, mais precisamente na ponta da Praia dos Pescadores ou Mulheres de Areia (aquela colorida por barcos de cores vivas, repleta de surfistas e, é claro, tem a estátua Mulheres de Areia na ponta adversa). 

Praia da Saudade, em Itanhaem     Se quiser consultar o Google Map, fique à vontade. 

     O problema é que hoje sua indicação está equivocada e o Morro Sapucaitava foi chamado Morro do Paranambuco. Este, o Paranambuco, é outro, o da caixa d'água, e será tema de outra visita e nova postagem.

Praia da Saudade, em Itanhaem    Enviei um pedido de correção ao Google e as imagens, para simples orientação, seguem ao lado. Dá para ter uma ideia do que o espera.

     Ignore a denominação que deram ao morro. Vê o Iate Clube, beirando o Rio Itanhaém? 


     Pois bem, o passeio o levará até essa ponta, com praia feita de areia e rochas e muitas piscinas naturais.
Trilha do Morro Sapucaitava
     Esse é o presente: uma praia deslumbrante. De um lado, o Rio Itanhaém, com águas salgadas (lugar chamado Boca da Barra, é a desembocadura do rio); do outro, o oceano.

    São muitas imagens, uma mais linda do que a outra: a vista do alto, o rio (salgado), as piscinas, as pedras, muitas cobertas de "cabeleiras verdes" feitas de algas. Com essas, sim, tome cuidado, pois são escorregadias. 

Trilha do Morro SapucaitavaNão tire nada além de fotos. Não deixe nada além de pegadas. Não leve nada além de saudade.

     Explore à vontade, contanto que "não tire nada além de fotos; não deixe nada além de pegadas; não leve nada além de saudade". Você vai gostar e voltar. 


Trilha do Morro Sapucaitava
     Recomendo: leve uma mochila, com água e algo para comer e, também, curativos. Não há comércio na Praia da Saudade, nem borrachudos (mutucas, pernilongos). Curativos pode ser uma coisa meio neurótica, mas é sempre bom prevenir. Ah! Também leve roupa de banho, toalha e filtro solar, é claro! 

     Mais: leve sacos de lixo (para trazê-los de volta). Se você é responsável e um ecoturista, natural que recolha o seu lixo. Afinal, caminhões não conseguem acessar o lugar. 
Trilha do Morro Sapucaitava

     Saia do lugar-comum e leve, também, um pouco do lixo dos sujismundos de plantão. O lugar é bem conservado, mas o ser humano pode não ser lá essas coisas. 

Trilha do Morro Sapucaitava     Um saco ou embalagem pode ter sido deixada por alguém ou levada pelas ondas e não é tão difícil assim ser generoso. Faz bem para o coração e o ecossistema.

     Na volta (ou na ida), há restaurantes, quiosques, uma boa infraestrutura, com variadas opções, com muitas bancas de ostras (que você compra baratinho, por unidade, e consome nas barracas, com limão e sal), caranguejos, açaí ou pratos a la carte.

     Nós (o Roberto e eu) apenas trilhamos até a praia, de nome Praia da Saudade.

     No meio do caminho há outra trilha, mais íngreme, que leva ao alto do morro. Lá em cima há um mirante e, seguindo uns vinte metros à esquerda, a Pedra do Urubu ou Pedra do Espia. 

     Na volta, nós dois - sedentários com as pernas doloridas de tanto caminhar (praias, trilha, praia) -, calculamos e chegamos à conclusão que não aguentaríamos a subida. 

Praia da Saudade     Um pai com dois garotinhos, que percorreram todo o trajeto (e muito mais, porque exploraram cada cantinho de rocha, verde e areia), descia a encosta. Perguntado se era legal, seguro, respondeu: "Até o Gustavo foi, né, Gustavo?"

     Eu: "Foi legal, Gustavo?"

     - Ô!

Praia da Saudade     Fica pra próxima. Melhor, até, porque o detalhe dos vinte metros conheci hoje. Se bem que há boa sinalização, não sei como é lá em cima. Depois eu conto. 

O RIO ITANHAÉM, DE UM LADO, DE ÁGUAS SALGADAS    
Clique em qualquer imagem da postagem para ampliá-la. 
Aqui é uma amostra, claro. As imagens estão publicadas na coleção Itanhaém, no G+.

     





DO OUTRO, O MAR, AS PISCINAS NATURAIS E MUITAS PEDRAS
As águas se confundem, se misturam, o rio deixa de ser rio e é salgado; o mar, deixa de ser mar e perde as ondas.

Praia da Saudade

A PRAIA DOS PESCADORES
     Em toda Itanhaém preserva-se a vegetação nativa. 
     O que muitos chamam "mato", na verdade é o jundu, abrigo das corujas buraqueiras. 
     Consegue ver a corda? A placa é fácil.      A população itanhaense protege a flora e a fauna e tem na corujinha um símbolo especial. Não pise no jundu!
     






ILHA DAS CABRAS, EM FRENTE À PRAIA DOS PESCADORES
ILHA DAS CABRAS, EM FRENTE À PRAIA DOS PESCADORES
Fácil acesso, nas marés baixas.
 

E UM POUCO MAIS DA TRILHA

 

  

VISTA DO OUTRO LADO DO RIO
     Lá, do outro lado, o Morro Sapucaitava e o Iate Clube. 
     Na pontinha, à esquerda, a Praia da Saudade.




TRILHA DO MORRO SAPUCAITAVA
Localizado próximo ao Iate Clube, no bairro Praia do Sonho, é um dos principais locais escolhidos para realização de trilhas ecológicas. No local, encontra-se vasta quantidade e diversidade da flora da Mata Atlântica sob direta influência marítima, além de uma fauna também bastante rica. Por ser uma área de fácil acesso e quase isenta de riscos naturais, as visitas ao local são apropriadas às crianças. No alto do morro foi construído um mirante rústico, para apreciação das praias formadoras do conjunto litorâneo itanhaense, que recebe o nome de Pedra do Espia. 
O Morro do Sapucaitava foi declarado de utilidade pública em 15 de março de 1.962 e mantém-se em boas condições de preservação, sendo um dos passeios tradicionais da cultura itanhaense e de turistas, principalmente após a reforma da trilha, realizada em 2005, onde foram instalados corrimões e o mirante foi totalmente reformado. Este ambiente abrange a Pedra do Carioca, na Boca da Barra do Rio Itanhaém, e a Ilha das Cabras, que fica defronte à Praia dos Pescadores. 
O Costão Rochoso, que no seu conjunto abrange cerca de 2 km de extensão, entremeado pelas praias dos Sonhos e Pescadores. Neste ambiente surge com importância a observação da fauna e flora características de costão, podendo ser vislumbrados em pesquisas e visitas monitoradas com o objetivo de eco turismo e educação ambiental. 
O Morro do Sapucaitava apresenta vegetação característica de Mata Atlântica diferenciada de áreas interiores pela influência dos ventos marinhos e dos salpicos de água salgada. Ao centro do morro, há mata secundária em estágio inicial e médio de recuperação, e em todo o seu entorno, há predominância de espécies pioneiras. Algumas das espécies botânicas formam maciços ao longo da trilha como o caeté e a pita, possibilitando facilmente o reconhecimento destes exemplares. 
A avifauna também é dominante, havendo uma comunidade de Urubus instalada, que utilizam o local como descanso. Outras espécies facilmente encontradas são os Bem-te-vis, Corruíra, Pomba, Pomba-rola, dentre outros. A trilha ecológica do Morro do Sapucaitava oferece um quiosque de informações turísticas. Em todo o percurso, há sinalização apropriada, padronizada, indicando o caminho aos visitantes. A duração do percurso é de 30 minutos e tem como grau de dificuldade o nível fácil. 
História - Tombado pelo CONDEPHAAT e considerado de utilidade pública desde 15 de março de 1962, o Morro do Sapucaitava teve importante significado na década de 40, durante a Segunda Guerra Mundial. Isso porque, neste período, antes do Brasil aderir ao conflito, alguns moradores da cidade garantiram ter visto uma embarcação de bananas descendo o Rio Itanhaém carregada de tambores de óleo diesel. Em seguida, ainda de acordo com declarações da época, um submarino alemão emergiu para recolher todo o produto.
Com isso, apesar da história não ter sido comprovada, 120 homens do Exército Brasileiro foram enviados ao Sapucaitava, onde passaram um ano e quatro meses patrulhando a área e pesquisando sobre um possível posto alemão instalado na costa do litoral paulista. Soldados munidos de binóculos passavam dia e noite espiando o mar do alto de uma pedra, que, por isso, recebeu o nome de "Pedra do Espia" e hoje é um dos principais atrativos do Sapucaitava. O mais curioso é que, mesmo não tendo sido confirmada a passagem do submarino por Itanhaém, em 1943, a embarcação alemã U-513, comandada por Friederich Gruggenberger, torpedeou, em Iguape, o navio brasileiro Tutóia, que transportava café de Paranaguá a Santos, com 37 tripulantes. 

Fonte: site da prefeitura de Itanhaém

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

 

Escreva, comente. Se para elogiar, obrigada. Mas posso ter pecado e truncado o texto, cometido algum erro ou deslize (não seria a primeira vez). Comentando ajudará a mim e àqueles que lerão o texto depois de você. Culpa minha, eu sei. Por isso me redimo, agradeço e tentarei ser melhor, da próxima vez. 


 Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

CHAPÉU DE PRAIA

MEU QUADRADO

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

3 comentários:

  1. Conheci Itanhaém há 2 anos e sou uma deslumbrada e já estou ajeitando as coisas pra me mudar, também. Está ficando pesado baixar pra praia todo fim de semana. Parabéns, Maria! A trilha é maravilhosa (eu conheço e levo os amigos) e passeio obrigatório.
    Quem sabe a gente não fica vizinhas? Parabéns pelos blogs também. São muito bons.
    Magda Amarante

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gloria, achei o seu blog. É lindo! Que cidade deliciosa, menina. Estou devendo uma visita e passo aí no final de semana. Vamos combinar fazer a trilha? Adorei!
    Silvana Bertoldo

    ResponderExcluir
  3. Que lugar mais lindo! Você está no paraíso! Fez muito bem em mudar de São Paulo para essa cidade tão linda! Eu espero me aposentar para ir também para um lugar tranquilo e magnífico. É preciso ter coragem para ousar, mas talvez seja preciso mais coragem ainda para ficar como se está, enfrentando todos os dias trânsito, poluição e violência. Parabéns pela atitude e pelos blogs. São demais!
    Kelly Souza Ramos

    ResponderExcluir

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. O MEU? DA CIDADE GRANDE PARA A PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. O MEU? DA CIDADE GRANDE PARA A PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

TELEFONES ÚTEIS

TELEFONES ÚTEIS

- Aeroporto Estadual 3422-2852

- Batalhão de Polícia Militar - 29º 3427-1414/1499

- Bombeiros (Incêndio e Resgates) 193 / 3427-4769

- Bombeiros (Salvamar Paulista) 3425-5226

- Câmara Municipal 3421-4450 / Fax.: 3421-4455

- Cartório - 1º Registro Imóveis 3422-1422

- Cartório - 2º Tabelionato 3426-5498
- Cartório do Registro Civil 3426-5498

- Cartório Eleitoral 3426-2747

- Casa da Agricultura 3426-5792

- Casa de Câmara e Cadeia 3422-4728

- Cemitério do Centro 3427-7805

- Centro de Pesquisas 3427-6723

- Centro do Produtor 3426-5791

- CETPI 3426-3501

- CMTECE 3421-1700

- Conselho Tutelar 3426-3500

- Correios – ECT 3422-5353

- Defesa Civil 3427-8352

- Delegacia de Polícia - 1° - Centro 3422-1208

- Delegacia de Polícia - 2° - Cibratel 3426-1307

- Delegacia de Polícia - 3° - Suarão 3422-5012

- Delegacia de Polícia – Seccional 3422-6061

- Delegacia de Trânsito 3426-2438

- Disque Denúncia (Áreas verdes) 3421-1672

- Elektro 3421-4500

- Fazenda do Estado – Coletoria 3422-3223

- Forum3422-1215

- FUNAI 3426-9677

- Fundo Social de Solidariedade 3427-5068

- Guarda Municipal 199 / 3425-3800

- Hospital Regional 3421-1900

- IBGE 3422-2595

- INSS – Arrecadação 3426-1330 / 3422-6063

- INSS – Benefícios 3426-1330 / 3422-6063

- Juizado de Menores 3422-1215 - ramal 214

- Maternidade Municipal 3422-4644

- Ministério Público SP 3427-8320

- Polícia Militar Ambiental 3422-3765

- Polícia Rodoviária Estadual 3422-5859

- Prefeitura Municipal 3421-1600

- PROCON 3426-2772

- Pronto-Socorro 3427-1111

- Receita Federal – Coletoria 3426-4107

- SABESP-Escritório Regional 3426-4044 / 195

- Sociedade Protetora dos Animais 3426-4107

- Viação Breda 3422-1241

- Viação Intersul 3422-1807

- Viação Liroral Sul 3426-2316

- Viação Solmar 3425-2416 / 3422-115

Unidades de Saúde:

SUARÃO: Rua Padre Teodoro Ratisbone, 650 - Tel.: 3426-1577

OÁSIS/SAVOY: Rua Jaime Lino dos Santos, 290 - Tel.: 3426-1798

JD. MOSTEIRO: Av. Tiradentes, 184 - Tel.: 3426-3197

GAIVOTA: Av. Flácides Ferreira, 500 - Tel.: 3429-1410

CORONEL: Rua Domingues Perez Dominguez, 734 - Tel.: 3426-1002

Feiras-livres

TERÇA-FEIRA: Jd. Bopiranga - Rua Dorival E. Leoni e Belas Artes - Pedro Américo

QUARTA-FEIRA: Suarão - Rua Professor Augusto Ribeira de Carvalho

Ivoty - Rua Maria Antônia Lopes Leitão

QUINTA-FEIRA: Nossa Sra do Sion - Av. Cabuçu

SEXTA-FEIRA: Centro - Praça Aurélio Ferrara

SÁBADO: Savoy - Rua Vereador João de Almeida Batista

Loty - Av. Verde Mar

DOMINGO: Oásis - Rua Emídio de Souza e Gaivota - Rua Curitiba

Rodoviária

Av. Harry Forssell, 1505 - tel. (13) 3421-1803

Viação Breda (3422-1241)
Santos-SP / Peruíbe-SP (passa por Itanhaém); São Paulo-SP;

Viação Intersul (3422-1807)
Santos-SP; São Paulo-SP (via BR-116); Cananéia-SP; Eldorado-SP; Cajati-SP; Iguape-SP.