ITANHAÉM, A AMAZÔNIA PAULISTA

ITANHAÉM, A AMAZÔNIA PAULISTA

VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

segunda-feira, 25 de abril de 2016

A PRAIA É MINHA. O LIXO É SEU.

Lixo doméstico mata animais marinhosNeste final de semana nossas meninas nos visitaram.  A Katherine e a Stéphanie vieram do interior paulista; a Carol, de Maceió. 
Como eu e a última (caçula) vivemos em cidades litorâneas, comentei sobre o lixo deixado pelos turistas. Natural, pois as praias daqui, naturalmente isoladas e limpas, são tomadas pelo lixo nos feriados, em especial os muito quentes, como o este último.
Agulhão morto por lixo domésticoEla contou que em Alagoas há cartazes com os dizeres "A praia é minha. O lixo é seu.
Faz sentido. A gente cuida, com carinho, de tudo aqui. Paga impostos,...
zela.
Quem vem, vem de visita, para gozar o cuidado pelos outros. Deve ter, no mínimo, respeito. Respeito por tudo o que vai usufruir, que só é bonito porque bem cuidado: as praias, a mata, os rios, a natureza, enfim.
O resultado do desrespeito com a natureza está nos animais mortos, que são despejados pelas ondas nas areias da praia. Um agulhão foi notícia em Itanhaém, uma pardela-presta, em Praia Grande. 
Dizer que apenas turistas são responsáveis por todo o mal seria injusto; igualmente injusto seria ignorar a sujeira deixada pelos visitantes.
O fato é que a natureza sofre e o culpado é o homem. Homem que marca suas pegadas com a morte. Morte que o acompanha, enodoa seu caminho, seu entorno e tudo quando toca, até que o entorno o engula. 
Não é exagero: a natureza se encarrega de manter o equilíbrio, sempre; o homem, de gerar a desarmonia. Não se pode medir forças. A reação pode ser devastadora. 

GOSTOU? COMPARTILHE.

Peixe é encontrado morto com lacre plástico preso ao corpo em Itanhaém. Segundo pesquisador, o lixo tem se tornado um problema cada vez maior para os animais
Peixe morto com lixo domésticoApós uma ave-marinha ter sido encontrada morta com um lacre plástico preso ao bico em Praia Grande, desta vez um peixe foi localizado, também já sem vida, com o mesmo tipo de material preso à cabeça, em Itanhaém, no Litoral Sul. A localização ocorreu na Praia dos Pescadores e evidencia, mais uma vez, a interferência desarmônica do homem na natureza.
"O lixo tem se tornado um problema cada vez maior para os animais marinhos, nossa equipe tem encontrado muitos animais com a presença de lixo no estômago e intestinos, fato que é imperceptível para a população", fala o veterinário Rodrigo del Rio do Valle, coordenador geral do Projeto Biopesca. Foi um pescador que entregou à equipe da organização, que monitora as praias do Litoral Sul. 
De acordo com o especialista, achados como esse, apesar de infelizes, tornam-se importante para a conscientização das pessoas. "Além de (os impactos) serem visualizados facilmente, mostram o enorme problema que estamos causando ao ambiente marinho", pondera. O peixe, comumente de ser encontrado na costa da região, é um agulhão, do gênero Strongylura.
O animal, que tem a cor prata, pode atingir cerca de 50 centímetros de comprimento e, como diz o nome, tem formato de agulha. Possivelmente, o lacre plástico que ficou preso entre a cabeça e a nadadeira peitoral prejudicou a alimentação, já que ele ingere pequenos peixes. Entretanto, não foi possível determinar as reais causas da morte.  
A equipe do Biopesca monitora a orla entre Praia Grande e Peruíbe dentro de um projeto conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para o licenciamento ambiental da exploração da Bacia de Santos pela Petrobras. Ainda na região, entre as praias de São Vicente a Bertioga, o monitoramento está sob responsabilidade do Instituto Gremar. 
Lacre pode ter prejudicado a alimentação do peixe, que foi encontrado já sem vida em Itanhaém
Ave marinha é encontra morta com plástico preso ao bico na orla de Praia Grande.Segundo biólogos e veterinários, localização de animais nessa situação tem se tornado comum
Uma pardela-presta (Puffinus griseus) foi recolhida na orla de Praia Grande com um lacre plástico (utilizado em garrafas pet) preso ao bico. De acordo com os biólogos e veterinários do Projeto Biopesca, que faz o monitoramento costeiro das cidades do Litoral Sul, o material provavelmente impediu que o animal se alimentasse, além de ocasionar danos. "O enrosco com esse tipo de material é um achado raro, porém triste. É evidente que o animal sofreu muito e agonizou até a hora da morte; o enrosco nas patas das aves é mais comum, sobretudo com resíduos como linhas. Eventuais resíduos sólidos também podem ser observados no estômago de aves demasiadamente magras", explica médico veterinário responsável do Biopesca, Hernani Ramos. Fonte: A tribuna
DEIXE SEU COMENTÁRIO. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

 

Escreva, comente. Se para elogiar, obrigada. Mas posso ter pecado e truncado o texto, cometido algum erro ou deslize (não seria a primeira vez). Comentando ajudará a mim e àqueles que lerão o texto depois de você. Culpa minha, eu sei. Por isso me redimo, agradeço e tentarei ser melhor, da próxima vez. 


 Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

CHAPÉU DE PRAIA

MEU QUADRADO

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

Um comentário:

  1. Boa noite Maria da Glória. Li o seu texto sobre "Chapéu de Praia" que faz menção à sujeira deixada nas praias, a ação mortífera do homem sobre a natureza e as consequências que isto vem trazendo para a fauna e flora. Gostaria de lhe pedir autorização para transcrever este texto para o meu facebook, pois vem ao encontro de muitas situações que estamos vivenciando aqui no Balneário Gaivotas e em demais praias da região. Situações de falta de respeito para com a natureza... está insuportável. Fico no aguardo da sua opinião à respeito. Parabéns pelo texto. Consegui identificar tudo o que estamos vivenciando aqui por meio de suas palavras. Obrigada! Eliane Vieira

    ResponderExcluir

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. O MEU? DA CIDADE GRANDE PARA A PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. O MEU? DA CIDADE GRANDE PARA A PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

TELEFONES ÚTEIS

TELEFONES ÚTEIS

- Aeroporto Estadual 3422-2852

- Batalhão de Polícia Militar - 29º 3427-1414/1499

- Bombeiros (Incêndio e Resgates) 193 / 3427-4769

- Bombeiros (Salvamar Paulista) 3425-5226

- Câmara Municipal 3421-4450 / Fax.: 3421-4455

- Cartório - 1º Registro Imóveis 3422-1422

- Cartório - 2º Tabelionato 3426-5498
- Cartório do Registro Civil 3426-5498

- Cartório Eleitoral 3426-2747

- Casa da Agricultura 3426-5792

- Casa de Câmara e Cadeia 3422-4728

- Cemitério do Centro 3427-7805

- Centro de Pesquisas 3427-6723

- Centro do Produtor 3426-5791

- CETPI 3426-3501

- CMTECE 3421-1700

- Conselho Tutelar 3426-3500

- Correios – ECT 3422-5353

- Defesa Civil 3427-8352

- Delegacia de Polícia - 1° - Centro 3422-1208

- Delegacia de Polícia - 2° - Cibratel 3426-1307

- Delegacia de Polícia - 3° - Suarão 3422-5012

- Delegacia de Polícia – Seccional 3422-6061

- Delegacia de Trânsito 3426-2438

- Disque Denúncia (Áreas verdes) 3421-1672

- Elektro 3421-4500

- Fazenda do Estado – Coletoria 3422-3223

- Forum3422-1215

- FUNAI 3426-9677

- Fundo Social de Solidariedade 3427-5068

- Guarda Municipal 199 / 3425-3800

- Hospital Regional 3421-1900

- IBGE 3422-2595

- INSS – Arrecadação 3426-1330 / 3422-6063

- INSS – Benefícios 3426-1330 / 3422-6063

- Juizado de Menores 3422-1215 - ramal 214

- Maternidade Municipal 3422-4644

- Ministério Público SP 3427-8320

- Polícia Militar Ambiental 3422-3765

- Polícia Rodoviária Estadual 3422-5859

- Prefeitura Municipal 3421-1600

- PROCON 3426-2772

- Pronto-Socorro 3427-1111

- Receita Federal – Coletoria 3426-4107

- SABESP-Escritório Regional 3426-4044 / 195

- Sociedade Protetora dos Animais 3426-4107

- Viação Breda 3422-1241

- Viação Intersul 3422-1807

- Viação Liroral Sul 3426-2316

- Viação Solmar 3425-2416 / 3422-115

Unidades de Saúde:

SUARÃO: Rua Padre Teodoro Ratisbone, 650 - Tel.: 3426-1577

OÁSIS/SAVOY: Rua Jaime Lino dos Santos, 290 - Tel.: 3426-1798

JD. MOSTEIRO: Av. Tiradentes, 184 - Tel.: 3426-3197

GAIVOTA: Av. Flácides Ferreira, 500 - Tel.: 3429-1410

CORONEL: Rua Domingues Perez Dominguez, 734 - Tel.: 3426-1002

Feiras-livres

TERÇA-FEIRA: Jd. Bopiranga - Rua Dorival E. Leoni e Belas Artes - Pedro Américo

QUARTA-FEIRA: Suarão - Rua Professor Augusto Ribeira de Carvalho

Ivoty - Rua Maria Antônia Lopes Leitão

QUINTA-FEIRA: Nossa Sra do Sion - Av. Cabuçu

SEXTA-FEIRA: Centro - Praça Aurélio Ferrara

SÁBADO: Savoy - Rua Vereador João de Almeida Batista

Loty - Av. Verde Mar

DOMINGO: Oásis - Rua Emídio de Souza e Gaivota - Rua Curitiba

Rodoviária

Av. Harry Forssell, 1505 - tel. (13) 3421-1803

Viação Breda (3422-1241)
Santos-SP / Peruíbe-SP (passa por Itanhaém); São Paulo-SP;

Viação Intersul (3422-1807)
Santos-SP; São Paulo-SP (via BR-116); Cananéia-SP; Eldorado-SP; Cajati-SP; Iguape-SP.